Adquira seu livro aqui!

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Homem não tem clube

Segundo meu marido, homem não tem clube, só se for de futebol. Mas, se pudesse ser diferente, eu criaria um clube para os meus queridos amigos do sexo oposto.

Eu sou da opinião que mulheres podem sim ter amizades com homens sem haver outros interesses. Também acho que, se já houve interesse de uma das partes no passado, resolvida a questão, essa pessoa pode vir a ser um grande amigo, digamos quase irmão.
Outro lado muito bom de ter amigos homens é que, quando esses amigos se casam, por serem tão especiais, vias de regra, escolhem esposas também especiais, que viram suas amigas. Pronto, cardápio completo. As reuniões ficam sempre muito agradáveis. Gente civilizada é outra coisa.

Hum! Ok, não vou mentir. Há de se ter algum cuidado e manter alguma distância de alguns amigos galanteadores. Mas isso, só se você ou ele não estiverem bem resolvidos, porque carência é um problema, e feminina, pior ainda. Mas, se você tiver encontrado sua alma gêmea, não tem risco, você pode estar do lado do Brad Pitt e ele da Angelina Jolie que o coração não dispara. Tá bem, dispara só um pouquinho, mas só porque eles são artistas, famosos, vivem na mídia e nós, humanos.

Eu tenho vários amigos irmãos que, se fossem meninas, fariam parte do Clube do Salto. Amigos confiáveis com os quais já dividi alguns segredos, troquei conselhos e compartilhei angustias e broncas.

Conforme escrevia este texto fui me lembrando de cada um desses amigos, de como nos conhecemos, dos momentos que convivemos e dos caminhos que seguimos. Todos estão presentes ainda em minha vida, e, embora eu veja alguns deles com pouquíssima frequência, eu sei, e eles também, que podemos contar sempre um com o outro nos momentos mais diversos. É só um telefonema e pronto. Aparecem como um passe de mágica com toda a bagagem de companheirismo que eles carregam. Êita!!! Como gosto dos meus amigos.

Em homenagem a eles resolvi falar de alguns aqui (falar de todos, o texto ficaria muito grande). Assim, terei um motivo para eles visitarem o meu blog, homem gosta pouco de blogs, e, como vocês podem ver, mulheres não dão ponto sem nó... Brincadeirinha... Será?

Primeiro quero falar do Elias, um amigo de infância, divertidíssimo. Muitas vezes cheguei com ele à tiracolo sem avisar. E ele ia logo falando para minha mãe colocar água no feijão que ele iria ficar para o almoço. E minha mãe? Minha mãe adorava, e posso apostar que gostaria que ele ficasse para o jantar também. Brincávamos, cantávamos, já que em minha casa sempre teve piano e ele tocava muito bem, aliás, toca até hoje. Divertíamo-nos muito. Além disso era estudioso e com isso se tornara um ótimo profissional solicitado para cargos importantes. Mora em Niterói e leva uma vida tranqüila. E, embora tenha convivido de perto com a morte recentemente, ele continua a ter um espírito alegre e faz toda a diferença quando está presente.

Outro amigo por quem tenho muita admiração é o Claudio, ou melhor, Pr. Cláudio. Sempre foi um líder. Tem uma voz linda, é compositor e também toca piano (a música sempre foi uma tônica em minha vida). Seguiu um caminho que não nos causou nenhum espanto, visto sua tendência natural para isto, e um chamado divino também. É Pastor de uma Igreja Presbiteriana e leva muito a sério o seu ministério. Toda vez que nos encontramos tenho a certeza de que ele está no caminho certo, que fez escolhas difíceis, em tempos complicados, mas os frutos do seu trabalho têm mostrado que a fé remove mesmo montanhas.

Tem ainda um amigo mais recente, mas não menos importante, que sofreu na pele o descaso das autoridades quanto à violência na nossa cidade. Foi assaltado, ficou entre a vida e a morte, mas sobreviveu, e como sobreviveu. Acho que esse meu amigo Marcelo pensa ser imortal. De vez em quando dá uns sustos danados, mas consegue superar mais uma dificuldade e até a fazer piada do ocorrido. Ele é um exemplo de superação. E pra comprovar o que disse anteriormente, se casou com a Sueli, que por ser tão especial se tornou muito amiga, parece até que já nos conhecíamos há muito mais tempo. As reuniões que eles promovem em casa são sempre uma delícia, em outros lugares também.

Tenho ainda uns amigos de infância que já os conheci com as namoradas. Não consigo pensar no Waldimir sem a Amelinha, nem no Lanes sem a Carminha. Os dois casais estão casados até hoje, e foi com eles que tive a certeza que existe amor para vida toda. Vale ressaltar que as melhores palestras que ouvi em minha juventude foram dadas pelo Waldimir, e que o meu pai é seu fã número 1.

Eu avisei que não iria falar de todos, e isto sempre é um problema, pois quando você deixa de citar alguém acaba se comprometendo. Mas, lembrando, os homens não frequentam muito blogs, e com isto o risco fica bem menor.



Hum... Me deu uma saudade desses amigos.

10 comentários:

Elias da Silva Cavalcanti disse...

Essa menina vai longe, apostem!
Obviamente não nasceu, esteiou e tem sido assim ao longo da sua vida, sempre surpreendendo com um novo espetáculo! Olha esse blog, não é um show?
Sandrine é uma mulher camaleoa! Profissional séria e competente, combatente aguerrida na arte de viver que sabe trazer luz e alegria aonde chega.
Sou homem que frequenta blogs, principalmente quando produzidos por mulheres inteligentes, e tenho experimentado a generosidade e companhia feminina, desinteressada algumas vezes, nestes tempos de viuvez.
Um conselho de bobo: Tendo a sensibilidade (coisa de mulher!)para descobrir, exatamente, os três dias onde nós devemos desaparecer da existência delas, qualquer homem poderá experimentar e se beneficiar da deliciosa e pacífica convivência com essas adoráveis e multiformes sócias do clube do salto.
Sandrine, tem sido um prazer privar de sua amizade por esses anos e dizer da alegria de estar assistindo mais um espetáculo protagonizado por você! Sucesso e vida longa!
Beijos
Elias

Anônimo disse...

Não vou deixar o Elias falar sozinho. E o seu lado compositora?
Que momentos agradáveis e cheios de afetos que passamos juntos nénão? Amélia e eu nos lembramos das sua músicas e muitas vezes cantamos juntos. E os festivais? e os prêmios?
Querida um grande e afetuoso abraço.
Me rendo ao Elias você sempre nos surpreende.
Seu pai é uma pessoa muito especial. Sempre me sinto devedor a ele.
Amélia e Waldimir.

Marcelo disse...

Puxa! O Elias disse quase tudo. Tudo verdade!
Tem uma característica na Sandra, dentre outras, que eu adoro: ela é Amiga de horas ruins e boas, literalmente. Sim, porque tenho pessoas próximas que aparecem, ou melhor, reaparecem quando estou em apuros e depois somem. Ora, os momentos ruins dos meus 46 anos foram muito poucos. Agradeço-os pela solidariedade, mas preciso de mais. Ainda bem que tenho alguns valiosos amigos que também escolheram compartilhar todos os momentos comigo.
Parabéns mais uma vez pelo Blog... Blog !? Eu estou lendo Blog ? rs
Marcelo.

Claudio Aragão da Guia disse...

Sandrine,

Como já disse alhures (que palavra estranha...), vocè é daquelas mulheres que surpreendem sempre, pela jovialidade, alegria, inteligência e disposição de ir à luta.
Desejo todo o sucesso nessa nova perspectiva de sua já abençoada vida. Salmo 37.4.
Me senti honrado por estar contido em suas memórias. Não é pouca coisa...

Um abraço carinhoso e saudoso,
Do irmão e amigo.

Sandra Regina disse...

Queridos amigos, obrigada pelo carinho.

Cidalia Regina P. Pinho disse...

UAU!!!
Sendo como carne e unha e uma irmã super coruja, fico orgulhosa em atestar que tudo que os amigos disseram é pura verdade! você é especial e dá brilho a nossas vidas! (aliás, brilho é com você!)
Quantas saudades daqueles tempos...dos amigos, das reuniões, das travessuras, do ping pong... da juventude!
Você nos faz relembrar momentos felizes...

Sucesso minha querida!
Beijos

Anônimo disse...

Sandrine.
Você fez uma bela homenagem. Mas vamos falar sério: Conversar a noite toda e de manhã ainda ter assunto, fazer 10 coisas simultâneas, passar batom e rímel olhando pelo espelho do retrovisor, falar todas ao mesmo tempo, e ao final todas saberem sobre tudo o que foi dito, e principalmente, usar salto de 3, 6, 9 e até 12 cm. é coisa de mulher. Se eles conseguirem fazer pelo menos 2 desses ítens aí sim, acho que poderia começar a se pensar em expandir o clube para a ala masculina. Por enquanto, continuem tentando e POR ENQUANTO O CLUBE DO SALTO É NOSSO
bjs - Zeila Pimenta

Sueli Regina disse...

Sandra,
foi um prazer te conhecer!!!! Antes mesmo disso, já sabia que você era essa pessoa boa, essa mulher forte e amiga que todos comentaram aqui. Você é admirável, tem um pique que não acaba nunca.
Apesar de ser mulher, ando um pouco na contra-mão....não tenho costume de ler Blogs, mas achei o seu ótimo, como diz o Marcelo "principalmente porque falou de mim"....rsrs.
Obrigada pelo carinho de sempre, você é super querida.
E, claro, PARABÉNS pelo Blog!!!! Não vejo a hora de ler ser livro.
bjs, Sueli

Sandra Regina disse...

Queridos, obrigda.
É carinho demais, né não? Vcs me emocionam!!!
Bjs

Anônimo disse...

Amada, entrei aqui não consegui saí mais, assim são os amigos de verdade, entram na nossa vida e ficam pra sempre!!!!!
Assim é a nossa amizade... Tem raízes!!
Adorei o seu (nosso rsrsrsrsr) blog!!!!
Muitooooooo bom!!
Beijos,
Marga

Postar um comentário

O Clube do Salto: Homem não tem clube - 2011 Theme by Kali Vieira