Adquira seu livro aqui!

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Rock in Rio – vamos voltar no tempo

Em 1985 eu era assim e morava na Vila Valqueire

Os jornais, revistas e meios de comunicação só falam no Rock in Rio que começa nesta próxima sexta feira. Aliás, o jornal O Globo de domingo passado, segundo caderno, traz uma reportagem bem bacana mostrando fatos históricos dos três eventos anteriores e também deste ano – 1985/1991/2001/2011, vale conferir, pois as informações vão desde as paradas de sucesso, passando pela população da cidade, indo até os presidentes, etc. e tal.

Por isso mesmo, não vou falar sobre o evento, pois já tem informações para todos os gostos por aí, e sim sobre como eu estava na época de cada um deles. Uma volta no tempo. Então vamos lá.

1985 – Estava no meu primeiro casamento e acabara de ser mãe. Tive muitos motivos para ir ao evento, meu ex-marido insistiu bastante, pois iria com um grupo de amigos do prédio. Eu não fui porque, beata do jeito que era, ouvi dizer que era uma coisa ruim, e acreditei piamente. Arrependo-me de não ter ido, não porque goste muito de eventos semelhantes, não gosto, mas por ter perdido a oportunidade de ter participado de um fato que considero quase histórico. Acho que, ficando em casa, perdi uma boa oportunidade de enriquecimento pessoal, mas, por outro lado, aprendi a não ser tão radical assim em se tratando de religiosidade. Aff... Já fiz cada uma...

1991 – Eu já era mãe do segundo filho e estava recém-separada. Momentos difíceis. Não fui convidada por ninguém para ir, nem corri atrás. Na época estava trabalhando em um escritório em Bangu. Os donos do negócio eram uns espanhóis junto com o Castor de Andrade. Conheci muito de escola de samba no período e também de máquinas de pôquer. Depois virou contravenção, não a escola de samba, mas sim as máquinas de pôquer, e eu caí fora. Mas tive a grata satisfação de ter sido convidada por um dos funcionários do Castor de Andrade, acho que segurança dele, a assistir o show no Canecão do James Taylor, que teve sua carreira aquecida depois de sua vinda à segunda edição do Rock in Rio. Se ele tinha segundas intenções, acho que sim, ficou a ver navios. Assisti o show de pertinho, acho que meu acompanhante, nem me lembro do nome dele, havia conseguido os convites com o próprio Castor de Andrade, por isso lugares tão privilegiados. Participei de um momento ímpar, a plateia toda cantando à capela a música You Got a Friend. Inesquecível. Depois do show, deslumbradíssima, fui direto pra casa. Eu não tinha outras intenções. 

2001 – Não me lembro desse terceiro evento. Acho que, por ter sido no Maracanã, não teve o mesmo efeito que os dois eventos anteriores, mas minha vida estava da seguinte maneira: andava pensando muito em refazê-la. Eu havia acabado de entrar no mundo dos relacionamentos pela internet. Conheci algumas pessoas por esse canal. Uns eu cheguei a namorar, outros se tornaram meus amigos e com isso abri uma nova porta de comunicação ou, melhor dizendo, de paquera que no futuro me faria conhecer meu atual marido. Foi nesse período também que saí das escolas particulares, resolvendo então dar uma atenção um pouco maior a filhos, casa, leitura... Começava a me preparar para dar uma virada.

2011 – Muitas mudanças. Minha vida deu uma guinada. Encontrei meu par perfeito, via internet (eu sabia que seria por esse meio), e casei de novo, uma atitude acertadíssima.  Participei de um concurso literário e por isso tive a oportunidade de integrar um livro. Depois publiquei meu primeiro romance, que está indo muito bem, e estou a caminho do segundo. Se não fosse a saúde, que anda me dando um pouco de trabalho, diria que estou em uma das fases mais felizes da minha vida. Mas, até chegar neste momento o caminho foi árduo. Dei muita cabeçada, tive muitas dúvidas e precisei travar um duelo muito frenético contra a minha vontade em ir pelo caminho mais fácil. A solidão também foi algo terrível de administrar, muitas vezes tive que afastar pessoas que poderiam me causar danos no futuro. Mas felizmente optei por esperar em encontrar a pessoa correta. 

Concluo então dizendo que é muito doído aprender, amadurecer pior ainda, mas, quando a gente consegue se dominar, não perder o foco dos objetivos, o caminho se torna menos longo. Ter fé também é fundamental.
Bem, esta é parte da minha história. E, como ainda tenho muitos planos, espero estar contando sobre novas etapas, em breve, por aqui.

E bom Rock in Rio para quem vai, pois, mais uma vez, e dessa vez principalmente por motivos de saúde, ficarei em casa. Mas pelo menos estarei bem acompanhada.

10 comentários:

®ê Werneck disse...

Nossaaaaaa ! Amei esse post ! Muito legal !
Posso dividir a minha linha do tempo com vc ?

85: tinha 5 anos e não lembro muito da minha infância :(

91: tinha 11 anos e estava na 5º série do Garriga. Faltava pouco para nos conhecermos :) Lembro que queria muito ir, mas meu pai disse que eu era criança e não deixou.

2001: com 21 anos, fui em 2 dias de show. O primeiro do Guns n' Roses e o segundo do Dave Matthews Band. Fui de onda mesmo, pois não era mega fã de nada. Na verdade, queria ter ido no dia "teen" (Britney Spears, Five e N'Sync), mas tinha prova de Direito Administrativo no dia seguinte(cursava o 6º período de Direito na UERJ). Até minha mãe e minha irmã chegarem desse show, eu chorei quase a madrugada inteira, sem conseguir dormir. Aprendi uma lição que sigo até hoje: faço tudo que tenho vontade pra não me arrepender depois. Não deixo a neurose de uma responsabilidade exarcebada me deixar sofrer. Namorava há 4 anos um menino que achava que ia ser meu marido. Quando ele me pediu um casamento no ano seguinte, terminei tudo porque me achava super nova pra casar !!! Ah, e foi a primeira vez que senti o cheiro de maconha. Odiei ! Acho fedido até hoje.

2011: tô mega empolgada pra ir, mas com medo do perrengue do transporte. Dessa vez deixei meu lado teen falar bem alto: vou no dia da Kate Perry e Rihanna, mas com destaque pro amado Elton John. Já tenho 8 anos de formada e trabalho em um escritório de direito empresarial. Moro sozinha e estou solteira porque ainda não encontrei o príncipe encantado ;)

Bj Bj Bj

Sandrine disse...

Amei Re, muito bom relembrar nossa história. Bjão.

Profa. Estela Menezes disse...

Amei Sandra!!!Vc tem uma capacidade incrível de expor seus pensamentos em palavras. Parabéns!!!Peço licença para copiar uma frase sua com o devido crédito no meu face.Bjs e saúde!!!
Estela Menezes

Sandrine disse...

Obrigada Estela,

amei te ver por aqui. Bjs

Hamanda Sousa disse...

Amei o post, você está muito bonita na foto !
A turma está com muita saudades de você !
http://hamanduxas.blogspot.com/

Sandrine disse...

Hamanda lindinha, também estou com muitas saudades de todos, manda um beijão pra turma. Doida pra minha saude voltar e terminar o ano junto de vcs. Bjs

Anônimo disse...

Oi, Sandra !!
Muito legal e inteligente,o link estabelecido entre a sua história com os eventos em cada época.
Saudades,
Mônica da C.Marques -c.e.e.

Fabíola disse...

ADOREI o post... e era tudo o q eu estava falando pra minha mãe... Rock in Rio faz parte da vida das pessoas... são marcos q vc acaba lembrando o que vc fazia na época. Assim q comecei a ler o post tive a mesma idéia que a Renata... contar o que eu lembro de Rock in Rio:

1985: Realmente não lembro... 6 anos... se gostava de Xuxa já era muito muito!

1991: Tb não lembro, 12 anos e talvez gostasse de Xuxa e Polegar e trilha sonora de novela... curtia tb as músicas q meu irmão mais velho curtia tipo RPM e Engenheiros do Havai.. rsrs.. a única coisa que eu lembro desse Rock in Rio foi uma carteira vermelha emborrachada que eu tive comprada na loja Mesbla... só isso! ;)

2001: Fui em dois dias do evento com 4 bandas q eu curtia: Oasis, Red Hot, Silverchair e Guns... lembro até hj a poeira que levantava do povo pulando na Cidade do Rock (não foi no Maracanã). Foi um dos melhores show que já assisti, o Guns'n Roses, logo após o evento acabou e lembro como se fosse hoje, a música do Rock in Rio tocando e os fogos encerrando o dia... foi de arrepiar, o dia mais lotado do evento, 240 mil pessoas, pra ficar na memória! Foi em janeiro (acho), um calor infernal, eu tinha 21 anos, meu pai tinha acabado de me dar o carro dele, um Kadete e foi um ano que fui pela primeira vez a Europa... pra compensar tudo de ruim que passei no ano 2000, 2001 valeu a pena!

2011: Estava tudo certo pra eu ir ao show do dia 30 (apesar de somente 2 dias eu não gostaria de ir), assistir Shakira, Lenny Kravitz e de quebra ir ao primeiro show da Ivete... ganhei 2 ingressos numa promoção e extraviaram meus ingressos e agora minha ida ficou duvidosa, não que eu não vá comprar de qq jeito, o problema pode ser achar quem queira vender por um preço justo e q seja um ingresso original. Com certeza tb ficará na história, do ingresso ganho mas não levado... :((((

Mas EU VOU... ;)

Bjs!
Fabíola

Sandrine disse...

Fabíola, não me lembro e 2001, já tentei mas não lembro de nada mesmo. Falei que foi no Maracanã porque foi o que li no jornal O globo, naquela reportagem que registrei acima. Mas se vc foi, pode ser que tenham cometido algum engano, ou mesmo que eu não entendi direito. Sei lá, vou veridicar. O importante mesmo foi ler sua história tb.
Mas como assim extraviaram? Que história mais mal contada é essa? Já ligou pra lá? Afinal, vc não tem culpa, certo? Ok. Bjs

Fabíola disse...

Pois é... liguei diversas vezes e estavam sempre pra entregar... na sexta eu liguei e disseram q já tinha sido entregue para um tal de Fábio Pereira... então eu falei q não existe essa pessoa, eu dei 3 nomes possíveis que estaria em casa e em último caso entregar na portaria... eles me mandaram o comprovante assinado por esse tal de Fabio e agora eles estão apurando o que aconteceu... e eu estou enchendo o saco agora para eu receber meus convites!! Afinal, o erro foi deles!! Hj me disseram que até o dia 30 resolvem o problema... falei q dia 30 é o dia do show! Que eu preciso saber o mais rápido possível pra eu dar o jeito de comprar de alguém então... já que quero ir nesse dia!

Tô muito chateada com isso... antes nao tivesse ganho e já teria dado um jeito de comprar... ficar nessa duvida e chegar na hora nao conseguir vou ficar revoltada!! :///

Bjs!
Fabíola

Postar um comentário

O Clube do Salto: Rock in Rio – vamos voltar no tempo - 2011 Theme by Kali Vieira