Adquira seu livro aqui!

domingo, 17 de março de 2013

Da série - Por trás dos ídolos – Neymar Júnior

http://pt.wikipedia.org/wiki/Neymar


Quando comecei essa série – Por trás dos ídolos, afirmei na época que dois pais chamaram minha atenção nos últimos tempos: um deles foi  Mitch Winehouse (pai da famosa Amy Winehouse), o outro foi  Neymar da Silva Santos (pai do  nosso querido Neymar Junior). Sobre Mitch Winehouse você pode conferir aqui, quanto ao pai do Neymar vou ter o prazer de tentar traduzir neste post, o que ele representa não só para o seu filho, mas para uma geração inteira.


Se eu fosse escrever um livro sobre a vida do Neymar da Silva Santos, e aqui não vai nenhuma pretensão, afinal quem sou eu para tanto? Eu colocaria o título de “Essência”, porque é o que de mais forte vejo nesse pai de origem humilde, que não deixa nenhuma dúvida quanto a importância que dá em fazer parte efetiva da educação dos seus filhos.

Eu costumo afirmar que a amizade com os filhos é algo que se cultiva desde o berço, não adianta deixar a tarefa para outros e depois querer colher os frutos. Criar dá trabalho mesmo, e muito. E tem um preço alto também, mas os juros correspondem. Filho observado, ajudado, orientado nas várias fases da vida, continua com você na fase adulta, mesmo que as maiores decisões ele passe a tomar sozinho, em caso de dúvida,  vai buscar ajuda dos pais se eles forem esses companheiros mesmo da vida toda.

Além de ser fã de carteirinha \do Neymar, eu e toda a torcida do flamengo – Op’s!!!  Do Santos, hum… pensando bem… do Brasil e de vários cantos do mundo afora, sou uma tremenda observadora do que norteia o seu comportamento. Pesquisando pela internet, descobri que seu pai foi mecânico e que, quando Neymar ainda não ganhava o suficiente para sustentar a família, ele, o pai, a mãe e a irmã moravam em um cômodo na casa da avó, na periferia de São Vicente, região metropolitana de São Paulo.

Com apenas 11 anos de idade, Neymar chegou às categorias de base do Santos, isso em 2003, de onde não saiu mais até tornar-se profissional.

São só esses dados, que colhi na wikipedia, que vou comentar por aqui, porque tudo, mas tudo mesmo, desde salário, patrocínio, contratos e parcerias você encontra pela internet, êita falta de privacidade... mas já que está lá... uma fofura o relacionamento dele com a Bruna Marquezine. Eu acho ela uma fofa!!! Não a conheço pessoalmente, mas meu filho caçula, Rômulo, que cantou em vários concursos de Miss Rio de Janeiro, teve o prazer de conhecê-la e disse que ela é muito simpática, ela passa isso mesmo. Chega né gente? Vou me deter ao que me propus falar desde o início, sua família.

Da história dele com o pai todos nós sabemos um pouco, várias etapas pudemos acompanhar pela telinha.  Vou dar apenas um exemplo, o de metas, que eu acho fantástico.  O próprio pai contou isso em uma entrevista:

- O Neymar passou um tempão me enchendo o saco porque queria um carro novo. Decidi fazer uma aposta, achando que ele não iria cumprir. Se Neymar fosse artilheiro, campeão sul-americano sub-20 e fizesse dois gols na final, ele, que já guiava um Volvo XC60, ganharia um Porsche Panamera Turbo. Depois que ele fez o primeiro gol contra o Uruguai, torci para que parasse por aí. Não teve jeito, o moleque fez o segundo gol e ainda tirou um sarro na comemoração
.
Isso é que é paizão, né não? Carro? É importante mas é só o fundo da história. Motivação, essa sim é a mensagem


É, mas para ser verdadeiramente justa, o que não posso deixar de mencionar, é que no caso do Sr. Neymar, como em muitos outros casos,  "por trás de um grande homem existe uma grande mulher" Posso, sem sombra de dúvidas, falar na importância da Dna Nadine Santos no sucesso desse relacionamento.

Lembro-me em uma entrevista dada pelo Neymar, sobre o triste episódio ocorrido com o técnico Dorival, dele dizer mais ou menos as seguintes palavras:

- Cheguei em casa e vi minha mãe e meu pai chorando. Minha mãe disse que aquele lá no campo não parecia o filho dela. Foi a pior noite da minha vida, não conseguia dormir de jeito nenhum.

Isso me faz lembrar um provérbio muito conhecido do rei Salomão - “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.”

Todos nós pegamos atalhos, erramos, mas, se nossos erros servirem para nos tornar pessoas melhores, tudo terá valido a pena.

Se não fosse a criação que tivera, os valores que aprendeu desde criança, ele chegaria em casa e ainda receberia apoio. Mas não, esse não era o Neymar que eles haviam educado.

Todos que me conhecem bem sabem do valor que dou à educação como um todo, mas  tudo, tudo mesmo começa dentro de casa. E esse é o grande segredo.

As escolas estão cheias de pessoas abandonadas, de pais que acham que os professores vão resolver tudo, e isto não se refere somente às escolas publicas, convivi com muito riquinho abandonado.

Se alguém me perguntasse o segredo do sucesso, eu diria imediatamente que está no seio da família. Alí, no dia a dia, nas conversas antes de dormir, no almoço e no jantar, se constrói o sucesso. E diga-se que sucesso aqui não se refere somente a ganhar dinheiro, mas principalmente saber o que fazer com ele depois que ganhar. E, além disso, que o sucesso pode estar muito além do dinheiro.

E assim tenho que parabenizar sim o Sr Neymar e principalmente Dona Nadine que apesar do anonimato faz toda a diferença na família.. Tenho certeza que se Neymar Jr não tivesse a educação que teve não seria quem é e não teria tantos patrocinadores disputando o bom filho para todos os tipos de propaganda.

Eu bem que gostaria de trocar algumas figurinhas com Dona Nadine, ele iria enriquecer minha memória com suas experiências. Acho que ela também iria gostar de mim.

By the way – por falar em futebol, vocês vão em breve conhecer um novo crack que vem por aí – Somália é o nome dele, mora em Belford Roxo, estado do RJ, e já tem muito olheiro entusiasmado. Guardem o que estou falando, esse menino vai longe!!!!

Post grandinho esse aqui, não? Mas é Neymar né gente, então estou perdoada.








2 comentários:

Carlos Alexandre disse...

Parabéns aos pai do Neymar. Mas eu não poderia deixar de dar os parabéns também para meu pai. Pessoa humilde, que trabalhava na roça, e que veio para o Rio de Janeiro tentar melhorar de vida. Sobreviveu um tempo jogando sinuca a dinheiro e, com o que ganhava, passava o dia. Contava-me ele que tinha dias que passava com uma xícara de café e um pão com manteiga. Ao mesmo tempo, pessoa que transbordava princípios de ética e moral e um exemplo de humildade, caráter e carinho com seus pares. Sinto-me privilegiado por ter tido o pai que tive.

Sandrine disse...

Sou meio atrapalhada, confesso. Quando meu marido está muito ocupado, já que ele faz a correção dos posts, eu acabo publicando assim mesmo, sem ele dar uma olhada.

Algumas vezes aparecem erros de digitação ou mesmo de concordância e outras coisas mais. Não fico aborrecida quando me avisam, como fez minha amiga Fabíola, sempre presente por aqui. Na verdade até agradeço.

Agora, tb não precisam ser tão perfeccionistas, ok? Me deem o benefício da licença poética.

Bjs
Sandrine

Postar um comentário

O Clube do Salto: Da série - Por trás dos ídolos – Neymar Júnior - 2011 Theme by Kali Vieira